• Fernando Fontana

CineMagia

A História das Videolocadoras de São Paulo

Na cidade onde moro, pelo que eu sei, das grandes locadoras, apenas uma continua funcionando.


Trata-se de uma espécie em extinção, que teve os seus dias de glória na década de 80 e 90 com o VHS e depois de 2000 com o DVD, mas que recebeu o golpe de misericórdia com os serviços de Streaming como a Netflix.


Ironicamente, foi justamente em um destes serviços, a Amazon Prime, que eu tive o prazer de assistir o documentário "CineMagia - A História das Videolocadoras de São Paulo".


Talvez, pela pouca idade, alguns leitores não saibam do que estou falando, mas houve uma época em que não havia internet ou TV por assinatura, e o que nos restava eram os poucos canais da TV aberta. Depois de passar nos cinemas, demoravam anos até que fossem exibidos nas redes de televisão. Lembro que no final do ano, entre o Natal e o Ano Novo, a Rede Globo revelava quais filmes iriam passar no ano seguinte na Tela Quente, cujo Ibope era altíssimo, e quando o filme era bom, virava o assunto dos intervalos na escola.


Se você perdesse um filme que queria muito assistir, teria que esperar a reprise, provavelmente na Sessão da Tarde, muito tempo depois.


As Videolocadoras mudaram esse cenário. Era simplesmente mágico poder entrar em uma delas e escolher o filme que iriamos assistir em nossas casas, na hora que quiséssemos e pela quantidade de vezes que quiséssemos, desde que devolvêssemos a fita no dia seguinte.


Sem esquecer de rebobinar, é claro, para evitar a multa.

Para muitos cinéfilos, as locadoras deixarão saudades

Com depoimentos de antigos proprietários, clientes, funcionários, vendedores e críticos de cinema, entre eles, o já falecido Rubens Ewald Filho, o documentário narra toda a história das locadoras, desde seu surgimento no início dos anos 80, passando pelo seu auge e, finalmente, com o fechamento da grande maioria delas, acumulando dívidas com os fornecedores.


Em suas quatro décadas de existência as locadoras tiveram um caso de amor e ódio com a pirataria, uma vez que no início de tudo, praticamente todos os filmes locados eram cópias e não originais. Foi apenas no final da década de 80, com a pressão das distribuidoras e do estado, que elas se viram obrigadas a mudar seu acervo para fitas originais, com qualidade de som e imagem superior.


A chegada da gigante Blockbuster fez com que alguns proprietários se preocupassem, mas nem ela, e nem a pirataria dos DVDs, com três cópias vendidas por R$10,00 nos camelôs foram o suficiente para decretar o fim das locadoras. Não parece haver dúvida de que a internet e os serviços de Streaming foram os principais responsáveis.

O Streaming matou as videolocadoras

Quando as videolocadoras começaram a se expandir por todas as cidades, houve quem apontasse o fim dos cinemas, mas era um erro, pois não se tratava de competição direta e sim de formas de entretenimento diferentes.


A tela grande conserva seus atrativos e sua magia particular e pessoas continuam a sair de suas casas, dispostas a assisti-la.


Com os filmes baixados na internet e os serviços de Streaming foi bem diferente. Agora, havia uma competição direta, pois em ambos os casos, o expectador assistia ao filme no conforto de seu lar, e a locadora estava em clara desvantagem nessa luta por sobrevivência.


Com um imenso catálogo e um preço acessível (a maioria destes serviços ainda dá o primeiro mês de graça), além de não ser necessário sair de casa para alugar ou devolver a fita ou o DVD, o Streaming começou a ganhar terreno rapidamente.


Para as locadoras restava o contato humano, a fidelidade de seus clientes e as pessoas que não possuíam ou não sabiam lidar com a internet, mas estes recursos se mostraram insuficientes para manter os lucros e o funcionamento da maioria delas.


Para quem viveu essa época e passou ótimos momentos nas videolocadoras, será difícil não se emocionar vendo os depoimentos das pessoas que trabalharam neste ramo e que agora presenciam o fim de uma era.


Uma bem vinda viagem a um passado nem tão distante assim.


10 visualizações

Facebook

  • Facebook Social Icon

© 2019 por FERNANDO FONTANA Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now