• Fernando Fontana

Clube da Luta é um Puta Filme

Notas de um Velho Tapado














Eu gosto de assistir filmes, embora sejam poucos os que fazem você parar para pensar logo depois que as luzes acendem.


A maioria é esquecível, histórias repetitivas e descartáveis, confortavelmente previsíveis, explosões e efeitos especiais, putaria ocasional.


Comédia com flatulência, tem gente que se matando de rir; como conseguem?


Os bancos dos cinemas são confortáveis, bons para dormir e no meio de semana é promoção, todos pagam meia entrada.


Clube da Luta, desse filme eu me lembro até hoje; as coisas que você possui, possuem você.


Sai do cinema decidido a me desfazer da bagagem em excesso, o peso estava me curvando até eu ficar de joelhos. Eu não vou comprar outro celular - pensei - inferno, eu devia é me livrar do meu, maldita marca da besta, todos sempre me acham onde quer que eu esteja.


Eu posso ser feliz sem um telefone, eu posso ser feliz sem um edredom.


A determinação durou pouco, dias depois eu estava na loja, comprando um sofá novo com minha esposa, porque o antigo estava velho e ser velho e é o décimo primeiro pecado mortal. Dá para se sentar nele, mas é muita estupidez achar que essa é a única função de um sofá.


Foi mais fácil sucumbir ao sistema e evitar a confusão.


Tyler Durden teria vergonha de mim, me chamaria de covarde.


Eu bem que mereço um soco por comprar desodorante jato seco.


Dane-se, eu mereço um soco por comprar desodorante, ponto.


Olha só essas propagandas, que merda é essa?


Um banco tenta me convencer que sou importante para eles.


A casa própria é meu sonho ou pelo menos deveria ser.


Uma nova TV tem a finura de uma folha de papel e a imagem mais real do que a realidade.


Um carro novo me fará popular, não importa o quão fodido seja o meu rosto.


Uma homem e uma mulher com corpos que lembram esculturas gregas estão em uma ilha paradisíaca, eu não entendo bem o que estão tentando me vender, acho que é perfume.


Cerveja tem que ser puro malte.


Não, vão a merda, essa é minha última trincheira, minha bebida, não vou pagar mais caro só porque vocês decidiram que uma é cerveja e a outra é mijo de cavalo; compro a mais barata por princípio.


O trabalho deles não é vender felicidade.


Gente feliz não compra.


Abro uma cerveja, acendo um cigarro e derrubo as cinzas no meu sofá novo.


Clube da Luta é mesmo um puta filme!

-----------------------------------------------------------------


Este velho não possui ensino superior, não acumulou conhecimento ou sabedoria que lhe credencie a dar conselhos; escreve não porque seja bom escritor ou porque queira, mas porque precisa, porque é o vício mais difícil de largar.





40 visualizações

Facebook

  • Facebook Social Icon

© 2019 por FERNANDO FONTANA Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now