• Fernando Fontana

Noite de Trevas

Uma História Real do Batman

Paul Dini, talvez você não conheça o nome, mas deve conhecer seu trabalho. Na década de 90, ele, juntamente com outros contratados pela Warner, era responsável por escrever as histórias de Tiny Toons e de Batman: A Série Animada, uma das melhores coisas já produzidas para o morcego.


Foi justamente nessa época que Dini foi vítima de um assalto onde foi brutalmente espancado, teve vários ossos fraturados, o rosto desfigurado e quase perdeu a vida. Em "Noite de Trevas - Uma História Real do Batman", o autor escreve sobre a luta para se recuperar do grave trauma sofrido, assim como a importância que o Cavaleiro das Trevas teve nesse período.

Batman afasta o perigo

Tente imaginar a dificuldade de voltar a escrever sobre um herói que nunca se fere e que sempre derrota os bandidos no final, quando você acaba de ser espancado com requintes de crueldade por uma dupla de assaltantes, e ninguém o socorreu.


Dini flerta com o alcoolismo, com a solidão em seu apartamento e com a possibilidade real de abandonar o trabalho com o Homem Morcego.


"Meus ouvidos rugiam, minha boca ficava enchendo de sangue. Meu nariz, incrivelmente estava intacto, mas sentia minha cabeça molenga, rachada. Mas o que doía mais era saber que quando finalmente chegasse em casa ninguém estaria lá para dizer: Ah, Meu Deus!"

Você pode escrever amanhã, depois ou nunca.

Seus maiores temores se materializam na figura dos vilões de Gotham, Espantalho, Charada, Duas Caras, e, é claro, o Coringa, em sua busca por faze-lo se entregar.


"E se você tivesse enlouquecido? Vindo para o meu lado e espalhado uma parte dessa loucura? Aí sim, você seria interessante!"


Batman está lá, e apesar do autor aparentar ter perdido a esperança no herói e em tudo aquilo que ele representa, afirma jamais ter saído do seu lado.


O escritor sempre garantiu que, por pior que fosse a situação, Batman derrotasse seus inimigos na série animada, e agora, precisa que o Cavaleiro das Trevas retribua o favor.


Muitos dos que gostam do Batman dizem que ele é um herói muito mais humano do que o Super-Homem ou Thor, deuses entre mortais, e isso é verdade, mas Bruce Wayne é fantástico em tudo o que faz, milionário, detetive, atleta, artista marcial, se aproximando da perfeição.


Essa história do Batman não é sobre ele e sim sobre o homem que escreveu algumas de suas melhores histórias, humano, real, assim como eu e você, repleto de falhas, inseguro, com medo, mas disposto a lutar.


Duas décadas depois, Paul Dini transforma um dos piores momentos de sua vida em uma obra prima.

Paul Dini

8 visualizações

Facebook

  • Facebook Social Icon

© 2019 por FERNANDO FONTANA Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now